ZznFull-1516.jpg

Bacajá FIV Cabo Verde - Top 20% para produção de leite, detentora da GPTA de 227 kg e do Valor Genético de 1.591,2 kg/leite - produziu 9.337 kg/leite na primeira lactação.

 

O desempenho produtivo e os resultados das avaliações da Bacajá são respaldados por sua genealogia, que denota muita força leiteira. Ela é filha do monumental Jaguar TE do Gavião, e da Acajá FIV Cabo Verde, doadora que fechou a lactação com a produção de 11.105 kg de leite. Acajá é filha de Radar dos Poções e Operária de Brasília, que descende de Hyank de Brasília e Lindoia de Brasília.

 

Bacajá está prenhe de Metano FIV do Basa, touro participante do Teste de Progênie, filho do C.A Sansão, e da doadora que é destaque absoluto do Sumário de Fêmeas ABCGIL/Embrapa, Fábrica FIV de Brasília. A previsão do parto é 3/3/2021.

Hyranya FIV Cal, detentora da GPTA 67 kg e Valor Genético de 1.476 kg/leite, produziu 9.098 kg/leite na primeira lactação.

Componente do lote 12 do Leilão Girolando Excepcional depende de um Gir Leiteiro Igual, Hyranya é filha de C.A Sansão e Quimbanda da Cal, doadora que fez lactação de 12.666 kg/leite, é classificada como 10% Top para produção de leite com 367 kg de GPTA, possui Valor Genético de 1.457 kg/leite, e sagrou-se Campeã do Torneio Leiteiro Expozebu 2011. 

Quimbanda é filha de Dalton TE Pati Cal e Liderança Cal, matriarca que, além de ter fechado a lactação com 6.441 k/leite e apresentar 1.196 kg/leite de Valor Genético, reúne as notáveis Neve e Umidade na sua genealogia.  

Hoje, as pesquisas científicas são capazes de apontar os touros e as vacas com potencial genético para produzir descendentes de excelência na produção de leite e com o dom de transmitir suas qualidades às gerações futuras. Isso, ao lado da aferição das lactações, indica quais são as famílias com mais consistência genética e produtiva, sinalizando os animais que devem ser multiplicados, tanto na reprodução do Gir Leiteiro quanto do Girolando Meio-Sangue Plus. 

Hyranya FIV Cal é um dos animais que devem ser multiplicados.

Embaúba do Basa, GPTA 116 kg, A2A2

 

Com status de Família Jiba, Embaúba é filha de Jacustor do Basa e Marjory FIV do Basa, que fez lactação de 11.723 kg/leite e detém a GPTA de 761 kg.

Na linha materna, Embaúba é neta de C.A Sansão e Jiba FIV de Brasília, uma das mais destacadas matriarcas do Gir Leiteiro moderno. Jiba FIV de Brasíla (Jaguar Te do Gavião x Enamorada TE Brasília) fez lactação de 13.177 kg/leite, apresenta 1.703,3 kg de Valor Genético, e se tornou notável porque possui o dom de transmitir suas magníficas qualidades às suas descendentes. 


Embaúba do Basa compõe o lote 19 do leilão GIROLANDO EXCEPCIONAL DEPENDE DE UM GIR LEITEIRO IGUAL, evento que acontecerá dia 5/12, a partir das 14 horas, com transmissão pelo canal Terra Viva. No evento, também serão ofertadas fêmeas Girolando que têm sua origem no acasalamento dos melhores touros Holandeses da atualidade com vacas que compõem as famílias mais produtivas do Gir Leiteiro.

BADY FIV DO BASA, GPTA 266 KG, LACTAÇÃO ABERTA:2.291 KG/LEITE EM 128 DIAS. ÚLTIMA PESAGEM: 30,40 KG/LEITE

GENEALOGIA: JAGUAR TE DO GAVIÃO X GREGÓRIA FIV DO BASA, GPTA 459 KG

 

Bady, novilha de primeira cria, apresenta potencial para participar dos principais torneios leiteiros do Brasil.

Ela possui o status de Família Fábrica, a família de maior destaque na avaliação genômica da raça, uma vez que é filha da excepcional Gregória FIV do Basa (parceria com Odilon Barbosa, presidente da Girolando), doadora que ultrapassou a barreira dos 11 mil kg/leite na primeira lactação. Gregória produziu a Bagé, uma das fêmeas de maior valor genômico da raça.

 

Bady FIV do Basa é uma das estrelas do leilão GIROLANDO EXCEPCIONAL DEPENDE DE UM GIR LEITEIRO IGUAL, evento que acontecerá dia 5/12, a partir das 14 horas, com transmissão pelo canal Terra Viva.

FIGUEIRA FIV BASA PANTANAL, GPTA 222 KG, VG 1.780,18 - PRODUÇÃO: 2.207 KG/LEITE EM 124 DIAS, ÚLTIMA PESAGEM: 29,40 KG 

GENEALOGIA: GENGIS KHAN DE BRASÍLIA X IRAJÁ FIV DO BASA, GPTA 303 KG - PRODUÇÃO 10.258 KG

 

Neta materna da TÁTICA TE de Brasília. Neta paterna da SETIBA de Brasília.

Neta materna do RADAR. Neta paterna do Sansão.

Leite em cima de leite.

 

Figueira, novilha de primeira cria, é filha do touro nº 1 do Sumário de Touros, e neta da formadora da dinastia que rege o Sumário Brasileiro de Fêmeas. Detentora de excelente sistema mamário, e de genealogia que demonstra grande força leiteira, Figueira possui predicados tornar-se uma doadora de embriões. 

Para produzir uma vaca Girolando excepcional é necessário uma vaca Gir Leiteiro igual. Essa é a lei da complementaridade produtiva, e quem a transgride é penalizado financeiramente. O produtor de Girolando que não quer infringir a lei da complementaridade produtiva, deve atentar para Barrocas FIV do Basa:

BARROCAS FIV DO BASA, 2.111 kg/leite em 113 dias, GPTA 168 kg. Produção na última pesagem: 30 kg 

Genealogia: TEATRO DA SILVANIA x GARDÊNIA FIV DO BASA, 11.380 kg/leite, GPTA 555 kg

Ascendência: Teatro da Silvania, Jaguar Te do Gavião, C.A Sansão, Caju de Brasília - Gardênia FIV do Basa, Coraça BJS, Restinga de Brasília, Nigéria de Brasília, Califórnia de Brasília.

Barrocas FIV do Basa é novilha de primeira cria, detentora de evidente tipo leiteiro, com sistema mamário de excelente qualidade.

Irmã paterna do Fabuloso do Basa, touro aprovado pelo Teste de Progênie ABCGIL/Embrapa com a PTA de 708 kg.

Fica a dica

Filho de peixe, peixinho é?

O ditado popular, que indica a semelhança entre filhos e pais, vem reforçar que a prole carrega grande quantidade de características parecidas com as apresentadas pelos genitores. Entretanto, em se tratando de brasileiros, a afirmação não pode ser aplicada de forma entusiasmada, uma vez que somos o resultado de uma grande miscigenação. As três matrizes étnicas formadoras da identidade do povo brasileiro são o colonizador branco, os índios e os negros africanos.

Isto posto, devemos lembrar que os genes recessivos se aprazem em dar o ar da graça, e, vez por outra, manifestam em algumas crianças, criando situações potencialmente embaraçosas para famílias que não conhecem os seus ascendentes.

O antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997) é autor de uma das obras mais importantes para se compreender a formação étnica e cultural do povo brasileiro: o ensaio histórico-antropológico O Povo Brasileiro

– A formação e o sentido do Brasil, editado em 1995. Na obra, o diligente estudioso e educador usa a expressão “Nova Roma” para classificar o que seria o Brasil nesse processo de formação de seu povo através da desconstrução das três matrizes formadoras.

Quando o assunto é pecuária brasileira, os preceitos zoológicos encontram similaridade com os antropológicos, principalmente se o objeto de estudo for o Gir Leiteiro. O  Gir brasileiro é produto do cruzamento das quatro linhagens (aqui, sinônimo de etnia) do Gir indiano - Morvi, Bhavnagar, Junaghar e Gondal - reconhecidas pelo Institute for Research and Development of Dairy Cattle Breeding Farm, em Kadivali, Bombay. 

Trocando em miúdos, e parafraseando Darcy Ribeiro, podemos afirmar que a formação do Gir brasileiro acontece através da desconstrução das quatro matrizes indianas. Morvi, Bhavnagar, Junaghar e Gondal apresentam diferenças nas pelagens, na forma dos chifres, no tamanho e formato da cabeça, das orelhas e da cauda. O Gir Junaghar, entre os quatro, é o que apresenta melhor 'tipo leiteiro'. Porém, a formação do rebanho de Gir Leiteiro no Brasil é fundamentada na segregação e na multiplicação dos animais mais produtivos dessas quatro linhagens. Isso explica a inexistência de uniformidade no fenótipo do Gir Leiteiro. A falta de uniformização, contudo, diz respeito tão somente a pelagens, forma dos chifres, tamanho e formato da cabeça, das orelhas e da cauda. O fenótipo (tipo) do gado leiteiro é único, independente da raça bovina.

Partindo deste ponto, para aumentar as chances de sucesso na reprodução do Gir Leiteiro, primeiro os selecionadores devem fazer uma avaliação visual para apartar os animais que merecem ser multiplicados. A avaliação fenotípica é essencial, pois em bovinos os genes recessivos também gostam de dar o ar da graça e, ocasionalmente, fazem surgir características morfológicas indesejáveis no gado de leite, que só podem ser detectadas pelo olho humano. Em seguida, os selecionadores devem analisar a produção leiteira e o valor genético/avaliação genômica do indivíduo e das fêmeas formadoras da família, bem como as PTAs do pai, dos avós e bisavós. Agindo dessa forma, consegue-se reduzir a possibilidade de cometer erros no processo reprodutivo.

São os resultados dessas avaliações - visual e científica - que as Fazendas do Basa vão apresentar aos interessados nos lotes que compõem o Leilão Girolando Excepcional Depende de Um Gir Leiteiro Igual, evento que acontecerá no próximo sábado, dia 5 de dezembro, a partir das 14 horas, com transmissão pelo Canal Terra Viva.

 

(Fotografia: Dorica FIV do Basa [Jaguar TE do Gavião x Henele FIV de Brasília], neta da Surpresa de Brasília, bisneta da Luziada de Brasília, lote do leilão)

Para informações exclusivas entre em contato pelo formulário:
 

Parabéns aos destaques e também aos demais colaboradores que sustentam a massa crítica de trabalhos sobre os quais se sustenta a reputação da Embrapa!

Os produtores nunca entenderam as hesitações sobre o aumento de recursos para a Embrapa, conforme se comentou meses atrás.

O retorno para a sociedade dos trabalhos que faz a Embrapa é de fácil demonstração. Ainda mais pujantes são as propostas de trabalhos ainda em andamento e de novos projetos que sugerem grandes impactos na agricultura e na pecuária.

Sou um modesto pecuarista dedicado à produção de melhores animais para o setor leiteiro e tenho condições de expor sobre novos e necessários orçamentos adicionais que podem render bilhões para o Brasil, em poucos anos. Isso me lembra nesse sábado que poderia a Embrapa desafiar produtores a desenhar demandas supostamente de retorno rápido, para colocar um cimento adicional na inter-relação produtores/pesquisa.

Conheço as consultas que são feitas (múltipla escolha), mas imagino desafio bem mais elaborado, com a convocação de criativos que estão no dia a dia de cada atividade. Acho que o enriquecimento seria colossal para melhor alocação de recursos intelectuais e materiais da Pesquisa.

Tudo poderia começar (na minha área, é claro) com uma convocação aberta, uma condução sem dirigismo, para ouvir de produtores: "o que vocês imaginam podemos fazer por vocês... se tivermos mais recursos?"

Essa reunião virtual pouco custaria e pode surpreender, oferecendo boas ideias, grandes desafios e iniciando um novo caminho fortalecido pelos produtores para a demanda de mais recursos.

O segredo é a liberdade para sonhar os sonhos impossíveis e abrir espaço para produtores defender o que pensam de prioridades a curto e longo prazo. Um pouco de tumulto, algo que já foi moda (brainstorming), um pouco de voz "fora da caixa", fora dos mecanismos institucionais que tiram energia do voluntarismo construtivo.

Só a Embrapa pode fazer isso pelos produtores.

Grato pela leitura, novamente parabéns aos Pesquisadores!!!

Evandro Guimarães

Fazendas do BASA - Gado de Leite

As Fazendas Melhoradoras do Gir Leiteiro e seus 7 instrumentos.

Publiquei nesses dias um texto revelando uma fase de aprofundamento dos nossos estudos nas Fazendas do Basa para oferecer todos os dados disponíveis para os eventuais clientes de cada animal, que doravante ofertarmos em nossos leilões. Teremos um novo leilão em 5 de dezembro, sábado e queremos praticar um novo conjunto de informações para que os produtores decidam melhor, conscientemente todas as suas compras. 

 

É fundamental desde já que precisamos compreender os objetivos de aquisições de cada comprador potencial. É para fazer Gir Leiteiro de alta qualidade para no futuro multiplicar e vender genética da grande Raça? ou é para fazer meio sangue de alta qualidade para produção leiteira?  destacar os objetivos em cada compra facilita muito que cada cliente receba uma opinião de nossa assessoria. 

 

No próximo leilão teremos 3 pessoas muito ativas no Gir Leiteiro e no Girolando: o Boi, o Henrique e a Lucyana. Teremos também nossos veterinários Simeão e Luiz Fernando que adoram quando nossos clientes ficam satisfeitos. Vocês poderão ligar para eles ANTES do leilão para ter melhor orientação. Eu também me disponho a dar palpites. Vamos divulgar os telefones com o catálogo, daqui a 3 semanas. 

 

Mas , vamos aos 7 instrumentos para informar bem os compradores:

 

1 ) o olhar cuidadoso nas fotos de diferentes ângulos e às filmagens. Olhar atento ao animal, sua beleza, sua elegância, sua harmonia. Olhar para cada animal para ver se você gosta, aprecia o que vê. Se não gostar, não adquira. Não leve em conta nenhum outro indicador. No futuro breve vamos tentar agregar nesse item o que conseguirmos quanto a outros dados fenotípicos de cada animal. Lineares, fotografia em 3D, animais entre seus contemporâneos, entre suas irmãs completas... tudo que passamos agora a desenvolver com afinco. Vamos contratar os melhores especialistas para facilitar sua avaliação pelo olhar em fotos e filmagens. Olhem bem. Nós já fazemos isso nas nossas fazendas para selecionar. A partir de agora vamos fazer isso juntos em nossos leilões virtuais pela TV. Se vocês puderem fazer uma visita na Fazenda faremos esses olhares ainda com mais acurácia, ao vivo. Vamos ficar felizes em receber todos para olhar, olhar, olhar. 

2 ) Publicaremos, e o leiloeiro e assessores divulgarão o VGE de cada animal. O valor genético, que é compilado,  apurado, pela ABCZ. Trabalho da simpática, cooperativa,  incansável, Profissional Superior, que é a Mariana e sua Equipe. Lactações oficiais de dezenas de milhares de fêmeas. Avaliação das famílias (parentesco) em muitas gerações. O VGE trata de dados conhecidos, compõem a única Base de Dados realmente fundamentais do Zebu Leiteiro. Nas próximas publicações vamos falar mais do VGE. Todos deveriam levar em conta e estudar mais esse indicador relevante. Nós faremos isso.

3 ) VGE da mãe do animal. Vamos fornecer o Valor Genético das Mães. Achamos que uma lactação própria apenas ou apenas o VGE do próprio animal é pouco para que nossos clientes decidam bem seus investimentos. Mais dados, mais lógica para o processo decisório. Divulgaremos os VGEs de TODOS os animais.  Omitir valores de menos expressão não é transparente. 

4 ) GPTAs de cada animal. O valor genômico da última avaliação feita pela Embrapa precisa ser de conhecimento. É um indicador importante para ajudar cada comprador a definir seu conceito sobre cada animal. Não importa que alguns indicadores possam apontar para alguma contradição. Todos são capazes de avaliar o conjunto das informações, estabelecer pesos diferentes para cada item e fazer uma opção mais lógica, mais segura. Nossos assessores podem explicar antes ou durante o leilão aparentes discrepâncias. E isso deve se refletir no seu lance de maior ou menor valor. Não adianta se informar depois do leilão: tudo pode ser compreendido antes. Forneceremos telefones para que cada cliente nosso possa entender o que são animais de maior ou menor valor. Aliás, em nosso próximo leilão teremos animais de grande variação de preços. O Gir Leiteiro em alguns remates tem preços de oito ou oitenta. Para nós importa que essa variedade tenha lógica PARA OS COMPRADORES. Trabalharemos para isso. 

5 ) GPTAs das Mães: como no VGE, não nos basta fornecer o GPTA apenas do próprio animal. Na tentativa de ofertar dados que progridam na direção da consistência dos lances, divulgaremos o GPTA da Mãe de cada animal ofertado. Quem quiser poderá consultar também o GPTA de Avós ou Bisavós. Divulgaremos todos os dados que temos, NÃO importa que valores menores ou maiores se apresentem. O cliente terá acesso a todos os dados que pedir e que tivermos , como indicação útil para avaliar o Melhoramento de cada animal ofertado. Forneceremos dados, vocês decidem. 

6 ) PTAs de pelo menos 3 touros de cada pedigree. Além do Pai do animal, é claro os touros do pedigree materno que ajudam a concluir o que tem CUMULATIVAMENTE de bons touros cada animal. Não vamos falar genericamente de "touros provados"... vamos nominar os touros e seus PTAS que compõem cada indivíduo. Agregar os melhores na composição final de cada fêmea para leite, faz diferença... 

 

7 ) por fim, vamos divulgar as lactações oficiais próprias (quando adultas), das mães, das avós, e também das bisavós sempre completando 3 gerações de lactações REAIS aferidas. É claro que quando não tivermos algum desses dados a simples informação de que não temos a referida informação isso poderá prejudicar a conclusão de cada comprador em cada diferente animal. Tudo que sabemos o comprador precisa saber e saberá.

Finalizando, apostamos no Gir Leiteiro e no desenvolvimento de todas as ferramentas que podem nos ajudar a Melhorar a Raça. Não vamos dispensar conhecimento, metodologia, atividades de estudos e pesquisas, não vamos dispensar aumentar sempre a total transparência para fortalecimento e desenvolvimento do nosso mercado interno e externo. 

 

Disse o filósofo: Amar é conhecer, sem conhecimento não há Amor. Irremediavelmente Apaixonados pelo Tesouro Brasileiro, obrigado pela leitura de um texto longo, tão longo quanto esse voto de um bom sábado!!!

 

Evandro Guimarães

A excepcional diversidade de alta qualidade do Gir Leiteiro.

Bom domingo a todos. Estou bem limitado na internet. Mesmo assim, vejo muitos grupos no Facebook. Não consigo ver WhatsApp, nem Instagram. Mesmo assim, sendo um atrasado da era digital me espanto com a quantidade de criadores de Gir diferentes que postam lindos animais, visivelmente leiteiros. Que riqueza! alguma vezes são animais de criadores tradicionais, são grandes famílias já bem conhecidas que mostram o resultado da recria ou de sua multiplicação. Que riqueza!!!

 

No último genoma da raça, Embrapa/Abcgil foram 193 diferentes criadores que mandaram amostras para genotipagem e avaliação pela Embrapa. Olhando todo dia a internet acho que pelo menos mais que o dobro disso tem grandes animais para divulgar. O Gir é a segunda raça em movimentação genealógica na ABCZ. Estamos atrás apenas do Nelore... eu não sabia disso!! Pensava que somos nanicos frente ao Brahman, ao Guzerá, ao Tabapuã, ao Indubrasil, etc., etc.

 

As estatísticas precisam ser mais divulgadas. Uma espécie de divulgação mensal de controles leiteiros por exemplo faria aumentar muito essa atividade essencial de... controle leiteiro. Pouca coisa é tão importante quanto o controle leiteiro. Voltando ao conjunto da atividade de alto valor genético da raça Gir dupla aptidão e Gir Leiteiro: que riqueza, tão distribuída!!! os bons criadores de Girolando  são milhares!! cresce o número daqueles que já possuem um pequeno (ou melhor , proporcional) plantel de Gir Leiteiro de sua especial confiança, para PRODUZIR O MEIO-SANGUE!  por que comprar embriões ou animais de outros criatórios cuja genealogia não é de integral confiança?

 

Bons criadores de Girolando , mesmo tendo um pequeno plantel de Gir Leiteiro são proprietários de alguns dos melhores animais Gir Leiteiro do Brasil, portanto do Mundo! Qualquer rebanho Gir Leiteiro de 25 ou 30 cabeças tem animais colossais na respectiva cabeceira. Eu gostaria de saber onde estão esses tesouros, que naturalmente não são muito divulgados.

 

Dias atrás, em um pequeno rebanho de Gir pude ver filhas de nossas melhores doadoras, com alta produção aparente (não são aferidas regularmente). Amigos, o Gir Leiteiro tem formidáveis exemplares que deveriam estar sendo aspiradas várias vezes por ano. Nossa crença "não aspire um Gir qualquer..." nada vale para esses animais... eles deveriam ter intensa multiplicação! Em 2021 vamos tentar identificar produtores de leite que já tem um plantel de fêmeas Gir Leiteiro para produção do meio sangue verdadeiramente bom. Vamos fazer propostas para compra de genética dos bons animais de cada pequeno plantel. Vamos vender melhores animais para fazer o meio sangue PLUS aceitando parte do pagamento em genética de destaque dos diversos girolandistas que queiram conversar conosco .

 

A riqueza do Gir Leiteiro ainda é inexplorada, é diversificada e é enorme!!! As Fazendas do Basa querem ajudar a quem queira fazer um meio-sangue cada vez melhor. 

Para um Girolando F1 excepcional , é preciso Gir Leiteiro igual. 

Bom domingo!!!

 

Evandro Guimarães

@ 2020